terça-feira, 7 de setembro de 2010

Lirismo

Vem, canção bonita, alimentar minh'alma.
Vem, mulher-encanto, nutrir meus desejos.
Vem, lua crescente, pratear meu corpo.
Vem, noite serena, traze-me um poema
Fresco como a brisa, brando como tu.
Barão da Mata

Nenhum comentário:

Postar um comentário