sexta-feira, 11 de março de 2011


Uma vez, quando eu tinha quatro anos,
achei um caco de vidro no monturo.
Lavei, enxuguei, guardei bem guardado
e fui comer com vontade, ficar obediente,
emprestar minhas coisas, por causa do caco,
porque tinha ele,
porque eu podia quando quisesse
pôr ele contra o sol e aproveitar seu reflexo.
Adélia Prado

Nenhum comentário:

Postar um comentário