sexta-feira, 11 de março de 2011


Aceitarás o amor como eu o encaro?
Azul bem leve, um nimbo...
Não desejo
Também mais nada, só te olhar...
O encanto
Que nasce das adorações serenas.
Adélia Prado

Um comentário: