domingo, 17 de janeiro de 2010

V


Nem chegam a ser os teus cabelos louros
e o perfume do olhar abandonado.

Nem é teu riso. E as tuas mãos serenas.
Nem o teu gesto, o cumprimento franco.
Nem o teu quarto, as flores nas latas das janelas,
e a escada, o mundo nunca desvendado...

Será somente o teu vestido branco
e esvoaçante como as lindas velas
que se dão à manhã e douram o mar.

Será somente o teu vestido branco
que se agita no corpo mais florente
e é como um adeus na vastidão do mar
Alphonsus de Guimaraens Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário