sexta-feira, 3 de abril de 2009

Esquadros


Precisei aparar as arestas com lâmina afiada para tornar minha emoção seca, dura, um ponto, um jato, uma batida e só. Feito isso, olhei os objetos e chamei-os simplesmente de "objetos", esse nome angular. A realidade era um quadrado. E era perfeita, exata, como são exatos os quadrados.

Cansei de se excessiva. Agora eu quero o equilíbrio-zen, a sobriedade exígua de uma reta.
Quero ser me-ti-culo-samente japonesa. Nem mais, nem menos. O neutro.

Maria Helena Latini

Nenhum comentário:

Postar um comentário