terça-feira, 21 de abril de 2009


Derramei três lágrimas:
a primeira escorreu pela face e perdeu-se na boca;
a segunda morreu achatada contra o assoalho;
a terceira caiu na tua mão.
E foi a que mais doeu.
Caio Fernando Abreu