sábado, 3 de novembro de 2012

Cansei os braços
a pendurar estrelas no céu.
Destino dos fados lassos.
Tudo termina em cansaços
braços
e estrelas
e eu.
António Gedeão


Nenhum comentário:

Postar um comentário