sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Vontade de guardar seu sorriso
em uma caixinha e abri-la
sempre que a saudade
vier dormir no meu canto.
Inez Generoso

6 comentários:

  1. Que fofooooooooooooooo, Sil!!!!

    Um abração pra ti!

    Um fim de semana mágico!!!

    ResponderExcluir
  2. Menina, simplesmente delicado este texto. Mas diz tudo sobre essa coisa que machuca tanto... saudade...
    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Se assim pudesse, eu guardaria um olhar, um abraço, eu guardaria a pessoa inteira...rs Lindo demais teu blog.

    ResponderExcluir
  4. Olá Sil! Gostei muito do que Inez Generoso escreveu. Recentemente li: "Eu não tenho saudade. É a saudade que me tem." (Rubem Alves)
    Abraços.

    Quero aproveitar e lhe convidar para ler “Para o final a contemplação” no meu http://jefhcardoso.blogspot.com
    Será um prazer lhe receber.

    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

    ResponderExcluir
  5. Pois é...assim é a saudade, repleta do vazio do outro ou de um tempo ou de um lugar...
    Abraços,
    Genny

    ResponderExcluir